Batman Arkham Asylum – Rejogando um Clássico


Já fazia um bom tempo que pensava em jogar algum game do Batman, o meu herói favorito. Pensei em rejogar o “Arkham Knight”, já que há uma conquista pra você jogar o modo “New Game +” e essa foi a minha primeira opção. Porém, durante a BGS, em uma das grandes lojas que lá estavam, eu encontrei aquela que seria a minha gloriosa saída: “Batman Arkham Returns”.

Esse jogo consiste em duas valorosas obras de arte remasterizadas: “Arkham Asylum” e “Arkham City”, os dois primeiros jogos da série da produtora britânica RockSteady. Dois belíssimos jogos da geração passada com todos os incrementos gráficos da atual geração. Meus olhos brilharam e o cartão de crédito tremeu. Já era. E de brinde ainda veio a animação em Blu-Ray, denominada “Assalto em Arkham”. Resumindo, os 90 reais mais bem gastos dessa BGS.

Assim que cheguei instalei o “Arkham Asylum” e queria jogar até zerar, já no primeiro dia. Mas a minha memória me traiu, eu não me lembrava o quão grande era o jogo. A jogabilidade e os acessórios ajudam muito, dando a falsa impressão de que tudo será resolvido facilmente, com rapidez. Puro engano. O jogo tem muito a oferecer além de sua história. Muitos pontos do mapa só são acessíveis mais ao final do jogo, com upgrades dos acessórios e ainda, os inúmeros coletáveis o faz voltar vezes e vezes no mapa. E aqui é válido dizer: As charadas de Edward Nigma, inimigo conhecido como “Charada”, são as melhores. Enquanto que em “Arkham Knight” as coisas ficaram muito forçadas, aqui os enigmas são muito inteligentes e muitos deles liberam a biografia de vários personagens do universo de Batman, o que enriquece demais o jogo. Eu posso estar sendo pretensioso demais mas eu acredito que uma grande parcela de jogadores irão atrás desses enigmas, por mais que você não goste de “ficar caçando coisas por aí”. É bem divertido e muitas vezes a resposta é boa, engraçada e óbvia.

Graficamente o jogo impressiona, mesmo sendo antigo. Você nota detalhes como o uniforme molhado, conforme o avanço da história ele também se rasga, a barba do Bruce cresce, as edificações do asilo, a vegetação, o semblante de alguns personagens… o jogo é riquíssimo em detalhes e nessa versão remasterizada as coisas ficaram ainda mais aprimoradas. Em jogabilidade não é nem mesmo necessário comentar, quem não jogou, jogue. Quem jogou sabe exatamente do que estou falando. A indústria de jogos de heróis pode simplesmente se resumir em “Antes de Batman Arkham Asylum” e “Depois de Batman Arkham Asylum”, na minha humilde opinião.

Se hoje, qualquer jogo de mundo aberto é comparado a “Gran Theft Auto” e qualquer jogo de escalada é comparado a “Assassins Creed”, qualquer jogo de porradaria com contra-ataque sincronizado no botão, é “Batman Arkham”.

Tendo isso em mente, já dá pra notar que temos aqui um ‘pilar’ dos jogos de herói, não é? Tudo em “Batman Arkham Asylum” funciona muito bem e está devidamente colocado no game, funciona. Até mesmo as partes investigativas não são chatas e acrescentam um algo a mais ao jogo. Nem só de porradaria vive Batman. Se posso dizer algo negativo, é a falta do uso do Batmóvel… mas sabemos que isso foi corrigido em “Arkham Knight”.

Como dito no começo deste texto, ainda nesse pacote remasterizado “Arkham Returns”, vem junto o segundo jogo da produtora RockSteady: “Batman Arkham City”, completamente remasterizado. No caso, esse não entra (pra mim) na categoria “Rejogando Um Clássico” pois eu não joguei no meu finado Xbox 360. É um jogo completamente novo pra mim. O que reforça ainda mais o fato de que essa compra valeu muito os 90 reais gastos.

Se você não jogou, vale muito a compra. Tanto pelos jogos, quanto pela animação. Se você for fã de Batman, a sua compra já está mais que explicada. É praticamente obrigatório para os fãs do morcegão.

É jogando “Arkham Asylum” que você descobre os porquês de ter nascido dali uma nova franquia, uma produtora em completa ascensão e um novo patamar para jogos baseados em heróis.

 

 

Logo Curti

Se você gostou deste post não deixe de registrar sua participação através de dicas, sugestões, críticas e/ou dúvidas. Aproveitem para assinar o Blog e o canal do Youtube, e participem do nosso grupo do Facebook para acompanhar nossas publicações e ficar por dentro das notícias do mundo gamer, concursos e promoções!

Marcelo “Vingador Brambz” Brambilla é Gamer de Corridas, amante de carros e velocidade não perde a oportunidade de fazer um racha com a galera. Autor do Nós Nerds e colaborador ativo no Xbox Mil Grau.