Castlevania – Netflix


Antes de vocês lerem a minha opinião sobre o desenho Castlevania,da Netflix, preciso deixar claro que estou vendo um desenho animado, adulto, violento e muito interessante. Mas que não tenho nenhuma ligação afetiva com a série de jogos que inspirou o desenho, pois nunca joguei nenhum deles. Quem já ouviu alguns dos nossos Nós Nerds Casts, já sabe que eu joguei direto em PC e acabei não jogando a maioria dos jogos de 8 e 16 bits.

O desenho tem forte influência de animes, porém como é feito por Americanos e Canadenses, deve ser chamado de desenho animado mesmo. A série foi feita pela Frederator Studios e Powerhouse Animation Studios, baseado em um projeto de 2007 no qual já estavam envolvidos Warren Ellis, que já trabalho para Marvel, Wildstorm, DC e Image, e o produtor do jogo Koji Igarashi, mas o DVD que seria lançado, não vingou e agora, foi lançado como série pela Netfflix.

A História

O que uma criatura do mal faria para se vingar da humanidade? Qual a motivação desta vingança? Quem pode deter Drácula e seus monstros sedentos de sangue? Para responder apenas a essas perguntas e ver a reação do público, os quatro primeiros episódios da série foram feitos com um traço bem elegante e refinado, sem muitos exageros e com uma dinâmica na história bem clara e seguindo uma cronologia fácil de entender.

Para variar não pretendo dar spoilers sobre a série, porém não tenho como escrever as próximas linhas sem revelar alguns detalhes da trama e seus personagens.

Episódio 01

O chupa sangue de plantão, para todas as histórias de hematófagos demoníacos, já aparece de cara, porém, ele não está cometendo atrocidades no momento, mas são citadas aquelas famosas e violentas narradas nos livros de história, empalamentos e afins. Estamos em Valáquia (Wallachia, no original) em 1455 (logo após o final da Idade Média) e presenciamos uma estranha relação entre Drácula e uma mulher. Em Targoviste, no ano de 1475, uma intervenção da Igreja Católica ( três anos antes de começar a Inquisição espanhola, que durou de 1478 até 1834), cria a motivação de Drácula e sua promessa de vingar-se da humanidade em um ano, mesmo sobre o apelo da frase: ”Eles não sabem o que fazem!”

Episódio 02

Após ser rapidamente apresentado no final do episódio anterior, acompanhamos Trevor Belmont pela sua caminhada por Valáquia em 1476, arrasada pelas hordas demoníacas de Drácula.Ele chega em Gresit, onde se desenrolará o resto da temporada. Na cidade existe uma lenda sobre um guerreiro adormecido, enquanto nas ruas, padres tentam expulsar os Oradores, grupo de pensadores e místicos, que procuram ajudar a cidade durante os ataques noturnos. E no meio deste conflito é que veremos Trevor se colocar quase que por acaso.

Adrian, Trevor e Alejandra com Drácula ao fundo.

Episódio 03

Neste episódio somos apresentados a Alejandra Reynoso, neta do líder dos Oradores, que estava desaparecida na catacumbas e é salva por Trevor. Também é neste episódio que Trevor decide de vez a contestar as ordens da Igreja e ajudar os Oradores, o que acarreta em um conflito sanguento nas ruas da cidade, entre ele e os soldados da igreja.

Episódio 04

Após revelar aos moradores da cidade a real situação e as verdadeiras ações da Igreja que acarretaram em tudo o que ocorreu até agora, Trevor, junto com Alejandra e alguns moradores de Gresit, tem sua primeira vitória contra alguns demônios do exército de Drácula, mas em seguida caem novamente na catacumbas e encontram o último dos 4 personagens principais da série, Adrian Tepes, também conhecido como Alucard.

O Futuro

Com 8 episódios programados para a segunda temporada, que sairá em 2018, veremos o conflito entre o trio de heróis e Drácula, as interações entre os heróis deve ser discordante, por causa de suas origens, porém ao terem o objetivo em comum de deter o Senhor de todos os vampiros, devem arrumar uma maneira de conseguir juntar suas qualidades e habilidades para alcançar os seus objetivos.

Gostei da série, se fosse ver somente com a segunda temporada, não teria ficado sem saber muita coisa da série, pois o pequeno número de episódios, me pareceu um teste de popularidade junto aos fãs de games e animações. A narrativa não fica fazendo ligações a acontecimentos dos jogos e por isso não impede de ser vista por quem não os conhece. Espero os comentários de vocês para podermos discutir sobre suas opiniões. Até a segunda temporada!

 

 

Logo Curti

Se você gostou deste post não deixe de registrar sua participação através de dicas, sugestões, críticas e/ou dúvidas. Aproveitem para assinar o Blog e o canal do Youtube, e participem do nosso grupo do Facebook para acompanhar nossas publicações e ficar por dentro das notícias do mundo gamer, concursos e promoções!

Eduardo “Sgt Rock 1967” Rocha é o idealizador do Nós Nerds! Técnico em informática e gamer inveterado e veterano.