Halo Wars 2, RTS no Console


Faaaaala galera, como todo mundo que acompanha os Nós Nerds já tá careca de saber (que nem eu), eu joguei muito tempo em PCs, e durante estes muitos anos de jogatinas, sempre estiveram presentes jogos de estratégia. Por sinal foi o primeiro tipo jogo que consegui curtir em rede, antes tentei jogar Falcon mas a rede (2 micros) não ficou legal, mas tempos depois, em casa, montei minha primeira, lan party e consegui jogar Age of Empires II, com meu amigo de longa data, Wellington Fernandes e com o Anderson (que perdi contato). De lá para cá, sempre que aparecia um jogo novo de RTS (Real-time Strategy) ou simplesmente um jogo de estratégia, lá estava eu dando minhas clicadas.

Age of Empires II

Desde que comecei a jogar em consoles, eu sempre senti falta de um bom jogo de estratégia, e para falar a verdade eu achava que não ia funcionar o conjunto controle mais jogo de estratégia, e não é que funciona? Halo Wars 2 me surpreendeu em matéria de jogabilidade, o jogo consegue ser bem eficiente em opções de controle, mesmo com a limitação do controle do console. Ei, não estou falando que o controle é ruim, só que um teclado tem muito mais opções, são mais de 100 teclas, do que um controle. A portabilidade de um jogo com mais opções, como o próprio Age of Empires, também da Microsoft, para o console me parece muito complicada.

História

Ark

Rosa dos Ventos

O jogo se passa em uma Ark, estação espacial que parece uma estrela com oito pontas, parece uma rosa dos ventos, com muita liberdade nesta comparação, já que é uma estação espacial com toda uma biosfera própria. Você presencia a tripulação da nave da UNSC Spirit of Fire, acordar depois de 28 anos em animação suspensa e achar essa Ark, sob o domínio dos Banidos, onde já existiu um posto avançado dos humanos.

Existe aí um ponto interessante, a nave deveria parar de funcionar após sete anos de serviço, porém ela quebrou o protocolo e só despertou a tripulação depois de ficar mais de 28 anos sozinha no espaço. Mas ao acordar os tripulantes ela se desliga. A Dra. Ellen Anders começa a investigar um sinal que pode ser de socorro vindo da Ark, já que o mesmo está criptografado. Para isso, o Capitão James Cutter envia 3 Spartans para o reconhecimento, onde eles tem o primeiro encontro com Isabel, a IA da Ark e com o vilão Atriox, que sozinho, consegue derrubar os 3 Spartans.

Atriox

Daí pra frente, você deve comandar as tropas para recuperar o controle das bases espalhadas na Ark, derrubar os comandantes de Atriox e recuperar a estação para a humanidade. Se você quiser assistir os primeiros 47 minutos desse gameplay, com quem entende bem do assunto, assista abaixo o vídeo do Carpenedo e let’s Bora!

A Jogabilidade

Para quem nunca tinha jogado um RTS em console, até que os comandos não são tão complicados. Senti falta de um comando para cancelar todas as atividades das suas unidades (ou não consegui aprender como), pois no calor das batalhas, sempre passava de selecionar unidades locais, para selecionar todas as unidades, que não duvido acontecer com muita constância, pois são sequências do mesmo botão no controle. Mas nada que deponha contra o jogo. A construção e evolução das base são simples e fáceis de entender.

Por termos apenas dois recursos para gerenciar e os mesmos poderem ser feitos nas nossas base, fica a dica de sempre que possível fazer ou tomar muitas bases e gerar muitos recursos. Afinal de soldados até tanque e caças, tudo consome os mesmos dois recursos: energia e suprimentos.

A Campanha

Toda a sua aventura na Ark dura 12 missões, que vão ficando mais complexas até a ápice final, onde você… Ops, sem Spoilers! Mas como todo jogo de estratégia, a cada missão você aprende um pouco mais sobre sua base e como criar novas unidades de combate. E depois de muito penar, você vai conseguir derrotar os comandantes de Atriox e dominar a Ark.

Dizem os maiores conhecedores que o final dessa campanha vai ligar a história de Halo Wars 2 a história de Halo 6. O que posso dizer é que Atriox é um grande inimigo a ser derrotado. Digno de um adversário chamado John-117 ou como é mais conhecido Master Chief!

A curva de aprendizado da campanha é suave e envolvente, a cada missão você aprende um pouco mais sobre suas unidade e no final já pode operar uma base com todos os módulos de criação, pronto para o multiplayer, um skirmish ou uma partida de Blitz.

Outras Formas de Jogar

As partidas multiplayer podem ser contra outros jogadores ou cooperativas, como na campanha, onde vai batalhar pelo domínio do território contra alguém na Live ou contra uma IA com ajuda de alguém.

Pode jogar também no modo Tiroteio onde vai lutar para manter inteiro um Terminus enquanto horada atacam em onda a sua base ou bases se conseguir fazer outras pelo mapa.

Você também pode jogar um Skirmish, um duelo seu contra a máquina onde o jogador escolhe que líder vai ter durante a partida, qual nível de dificuldade e com quanto adversário e aliados irá jogar.

A blitz é um modo baseado em cartas, que você ganha as primeiras ao completar a campanha e o tutorial, que torna o jogo mais rápido e ágil, porém é preciso ter habilidade entre as cartas e o controle das unidades para ganhar o jogo.

Conclusão

Uma grata surpresa jogar um RTS em console, graficamente muito bonito o jogo leva o jogador por uma aventura de salvamento da Ark enquanto elimina a ameaça constante de um inimigo muito mais poderoso. Uma grande pedida para quem gosta do gênero e não acredita(va) como eu que um RTS pode rodar em console.

Para quem assina o Xbox Game Pass o jogo está no serviço que custa R$ 29,00. E suas DLCs ficam com mais descontos para quem assina Xbox Live Gold junto com o Xbox Game Pass.

O Halo Wars 2, também recebeu aprimoramentos para rodar em 4K no Xbox One X.

 

Logo Curti

Se você gostou deste post não deixe de registrar sua participação através de dicas, sugestões, críticas e/ou dúvidas. Aproveitem para assinar o Blog e o canal do Youtube, e participem do nosso grupo do Facebook para acompanhar nossas publicações e ficar por dentro das notícias do mundo gamer, concursos e promoções!

Eduardo “Sgt Rock 1967” Rocha é o idealizador do Nós Nerds! Técnico em informática e gamer inveterado e veterano.