Mônica – Força. Simplesmente Emocionante 2


Este é o primeiro post, da coluna de quadrinho do Nós Nerds. Eu não queria escrever sobre quadrinhos. Tenho lido muito pouco, considerando que por volta dos 18 anos eu lia por volta de três ou quatro revistas de heróis, aquelas em formatinho, por semana, sem contar os especiais, sagas e outras. É verdade que eu era mais um leitor do que um colecionador apaixonado, eu não me desfazia das revistas, mas não me ligava muito em autor, desenhista e outros nomes da produção. E muitas delas, eu guardei até ser furtado de quase toda minha coleção… Estou enrolando mesmo, o assunto não é esse, isso é só para caso de você não ter lido Mônica – Força, da série Graphic MSP (Maurício de Sousa Produções). VOCÊ NÃO CONHECE “GMSP”? Pare de ler esse post, vá à uma livraria, compre todas as 12 Histórias já lançadas e volte pra cá para ler até o fim. Você conhece e não leu? Vou tentar não dar um Spoiler, mas vai ser complicado segurar a voz do coração… Estejam avisados.

Eu acompanho as GMSP (rápido de escrever assim) desde que ouvi o anúncio do projeto pelo próprio editor, o genial Sidney Gusman (sim, genial, uma das cabeças mais borbulhantes de ideias que conheço), aqui em Belém, durante um evento de quadrinhos. De lá pra cá, foi acompanhar todos os lançamentos e todas as torturas do “Sidão” nos previews feitos nas redes sociais. Próximo ao lançamento de Mônica – Força, vejo um vídeo emocionante, onde ele faz uma pegadinha com a Bianca Pinheiro, revelando o convite para fazer esta emocionante história, vejam a seguir.

Se a emoção do convite não te pegou, essa pequena carioca, que mora em Curitiba, vai te deixar com um nó na garganta e um suor acentuado nos olhos, se você é desses que diz que homem não chora. Com uma narrativa leve, mesmo com um tema tão pesado, um traço limpo, enquadramentos cinematográficos, onde o desenho fala com você, sem a necessidade de texto, que onde ele se apresenta, por muitas vezes faz calar no coração um sentimento tão forte.

Mônica, a baixinha, dentuça, do bairro do Limoeiro, se confronta com um problema que não pode resolver com coelhadas. Passar pelo que a pequenina do vestido vermelho passa nesta história com a idade dela (uau, ela ainda tem 7 anos!) é uma barra tão pesada que nem o Jotalhão seguraria com tranquilidade. Eu passei por isso aos 17/18 anos e não foi fácil, imagina aos 7, onde seus heróis, suas referências do mundo estão saindo do eixo e você não tem como consertar isso.

Bianca que é autora do blog a Vaca Voadora, da webcomic Bear, (NÃO CLIQUEM nos links,  pelo menos até acabarem de ler o post, tenho certeza, que ficarão lá por horas), e também publicou duas HQs de terror: Dora e Meu pai é um homem da montanha, esta última em parceria com o marido Gregório Bert; consegue passar toda a angústia da pequena personagem. Durante este momento terrível, graças aos céus e por ser uma hq, o final é feliz e tudo acaba bem (teve Spoiler).

Eu tive a grande oportunidade de ter minha Mônica – Força autografada pela Bianca na Bienal do Livro, e por sorte da minha fama de durão (quem não conhece, que compre) eu não li a hq na espera do autógrafo, seria uma foto com olhos suados e com uma alegria de ter lido uma hq incrível, o que não deixou de acontecer em casa. Parabéns pela dedicação, cuidado e carinho, com uma história que vai mexer com coração de muita gente grande, que se diz forte como a Mônica. Simplesmente Emocionante.

monica-forca

Minha mulher, eu e a Bianca Pinheiro – Bienal do Livro 2016

 

Logo Curti

Se você gostou deste post não deixe de registrar sua participação através de dicas, sugestões, críticas e/ou dúvidas. Aproveitem para assinar o Blog e o canal do Youtube, para acompanhar nossas publicações e ficar por dentro das notícias do mundo gamer, concursos e promoções!

Eduardo “Sgt Rock 1967” Rocha é o idealizador do Nós Nerds! Técnico em informática e gamer inveterado e veterano.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 pensamentos em “Mônica – Força. Simplesmente Emocionante