O que esperar da Microsoft na E3 2016? 2


Faltam 3 meses para a maior “feira” de games do mundo, a E3 (Eletronic Entertainment Expo), e o Blog “Nós Nerds” inicia, com muito orgulho, o primeiro de uma série de posts contendo nossas próprias opiniões, mesclada com alguns rumores e informações sobre este mega evento, que ocorrerá nos dias 14, 15 e 16 de Junho na cidade de Los Angeles (EUA). Anote em seu calendário!

No dia 27 de Fevereiro, publicamos a primeira lista contendo as empresas que confirmaram presença no evento. Para saber mais, clique no seguinte link: E3 2016 – Companhias que confirmaram presença!

O primeiro post será direcionado à Microsoft em decorrência de tudo que aconteceu nos últimos dois meses com relação às mudanças de visão e estratégia da companhia para com o Xbox One e o Windows 10. Mas antes de colocar nossos palpites e opiniões a respeito, sugiro (para quem ainda não leu e para ficar bem informado) as seguintes leituras exatamente na ordem abaixo:

  1. Mudanças de visão
  2. Quantum Break: exclusividade Windows 10 e cross-buy
  3. Apps do Windows 10 chegarão ao Xbox One em breve
  4. Xbox One poderá receber atualizações de hardware?
  5. Microsoft irá monopolizar os games para PC?
  6. Phil Spencer responde crítica de Tim Sweeney
  7. Phil Spencer fala sobre inovação do Xbox One
  8. Microsoft reafirma que Xbox One terá exclusivos!

Agora, vamos aos nossos palpites, rumores e informações …

A companhia de Redmond deve estar muito bem ciente que as mudanças recentes precisam ser tratadas com cuidado e sua conferência terá que convencer e ser a melhor de sua história neste evento. Mas será que após todas as mudanças de estratégia e visão a longo prazo serão benéficas para esta edição da E3?

Vamos por partes … O que a Microsoft está fazendo, na minha opinião, é uma estratégia inteligente e que já está sendo estudada e planejada a muito tempo. Sim caro leitor, inteligente e que abrange o mercado mundial de games principalmente a médio e longo prazo. A unificação do sistema operacional Windows 10 em diversos dispositivos (PC, tablets, smartphones e Xbox One) é um marco na indústria desse setor e irá afetar todos os produtores e desenvolvedores de programas, aplicativos, games e serviços em geral.

Com isso, o lucro irá aumentar e a companhia poderá investir mais em serviços e/ou games estratégicos, como por exemplo, o próprio Windows 10, “a chamada nuvem”, servidores dedicados, na Xbox Live, nas realidades virtual e aumentada, e em suas principais franquias de games e novas IP’s.

Sgt Rock 1967 – Lucros caros leitores, estamos falando de empresas, por mais que nós amemos jogos, a indústria o faz também pelo lucro.

E os games exclusivos do Xbox One? Não serão mais exclusivos e isso irá “matar” o console? Para enfatizar e acreditar nestas perguntas, o indivíduo com certeza deve ser fanboy de alguma concorrente ou um leigo no assunto … ou simplesmente ambos! A questão caro leitor, é que uma empresa do porte da Microsoft sabe muito bem o que está fazendo, senão não estaria entre as marcas mais valiosas do planeta. O fato é que alguns games que eram exclusivos do Xbox agora se tornaram exclusivos Windows 10; ou seja, podendo ser jogados em PC’s com Windows 10 ou no Xbox One. É a “morte” do Xbox? Claro que NÃO!

Sgt Rock 1967 — Só para exemplificar, a Microsoft tem uma versão do Office para o OS da Apple desde 1984 e não lembro de ver matérias falando que a empresa do “Tio Bill” estaria fracassando.

A empresa já deixou claro que a estratégia serve para impulsionar os games em PC’s e lógico, seu “carro chefe”, o Windows 10. Entretanto, isto não significa em hipótese nenhuma que todos os games irão ser lançados nas duas plataformas, nem que o console irá perder todos os seus atuais exclusivos ou sequer que deixará de receber novos games que também serão exclusivos.

Sgt Rock 1967 — Lucro, de que adianta ter duas plataformas se lança tudo só pra uma delas? Assim diminuem os lucros.

Em sua conferência na E3, a Microsoft deverá continuar focando nos games fortes para a marca Xbox e deve trazer uma ou duas novas IP’s de grandes estúdios. Acredito numa possível revelação de retrocompatibilidade com o Xbox “Original” (seria mais uma carta na manga e ótima notícia para os jogadores mais antigos), uma demonstração de games no Oculus Rift para Windows 10 e, quem sabe para o Xbox One, além de nova demonstração do estágio atual de desenvolvimento do HoloLens com um game que não seja o Minecraft, mas algum famoso da Rare ou de algum outro estúdio interno.

Sgt Rock 1967 — O Phill Spencer, já se manifestou pelos jogos do Xbox Original no One, quem sabe já não é a hora de usar esta carta. HoloLens ficaria muito bem para criar designs em carros, armas e outros itens montáveis.

Com a unificação do Windows 10, o foco neste evento serão os games, mas provavelmente algo deverá ser falado e demostrado com relação a unificação da Windows Store e da política de compras de games e de assinatura da Xbox Live. Não ficarei surpreso se anunciarem que algum (ou mais) game antes exclusivo PC ganhará uma versão para o Xbox One. Isso irá abrir portas para diversos games de renome do mundo PC chegarem ao mundo dos consoles somente no Xbox One! Essa seria a MAIOR carta na manga!

Sgt Rock 1967 — Age of Empires, Rise of Nations e os viciantes jogos do Windows.

E finalmente, acredito no anúncio (apesar que é o menos provável) da compra de algum grande estúdio de games e da revelação de uma nova IP para o Windows 10.

 

Agora, caro leitor, dê a sua opinião a respeito ou seu palpite sobre a conferência da Microsoft na E3 2016!

Se gostou, curta o post! Assine o blog e compartilhe com seus amigos!

Reinaldo Vargas “reavargas” (Twitter: @reinaldovargas e Instagram: reavargas.sp) é Resenhista do Nós Nerds! Professor Universitário e GAMER nas horas vagas. Sempre informado quando os assuntos são educação, ciência, tecnologia e games.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 pensamentos em “O que esperar da Microsoft na E3 2016?