Os Defensores – Netflix


Para começar essa postagem, preciso novamente falar: não quero dar spoiler, o que será muito difícil pois com oito episódios, quase tudo a ser dito é spoiler. Vou tentar manter o foco nas ligações com as séries de cada personagem, levando em conta que Os Defensores é uma série para amarrar todos os contextos em uma só história.

Para falar de Os Defensores, vou começar a falar da séries anteriores, com isso veremos alguns personagens que são recorrentes na trama. Se estiver lendo e não viu nenhuma das séries Marvel Netflix, vai ler comentários sobre o ocorrido nas mesmas. Punho de Ferro, a última que saiu antes de Os Defensores, foi em Março, já deu tempo de ver.

Demolidor

Nas duas temporadas do Homem sem Medo, vimos o Demolidor como um personagem com muitas dúvidas sobre o que faz e se deve ou não dar vazão a sua fúria, mas, no final da segunda temporada vimos o Matt perder sua amada Elektra, nas mãos do Tentáculo (diferente dos quadrinhos, ela não foi morta pelo Mercenário). Talvez a maior perda para o Demolidor. O que aumenta sua vontade de lutar contra os ninjas Tentáculo, para manter a sua cidade em paz.

Jessica Jones

Diferente dos quadrinhos, onde Jessica quase morre sob o controle do Homem-Púrpura, na série do Netflix ela conseguiu escapar sozinha do controle do vilão mas não antes ser torturada e molestada por ele, se contar que a usou como arma/segurança em diversos golpes. Um deles, matar a esposa de Luke Cage. No final da série, Jones está novamente arrasada e continua a beber demais. Porém, novamente vista por alguns como a heroína que já foi. Mesmo depois de matar um criminoso.

Luke Cage

O Herói do Harlem tem sua origem revelada no meio da sua temporada de estréia. Bem próxima dos quadrinhos, sua história é a do cara que não quer ser o herói, mas não pode ver as pessoas sofrendo injustiças. Ele se envolve com Claire Temple (a personagem mais recorrente das séries Marvel Netflix, participou de todas as séries) e com a policial Misty Knight, enquanto tenta manter seu bairro sem a influência de criminosos. No final da temporada, Luke se entrega a polícia para rever seu processo e ser absolvido dos crimes que foram armados contra ele.

Punho de Ferro

O Guardião de K’un-Lun teve seu maior desafio na crítica que, na maioria, só assistiu seis episódios da sua primeira temporada. Danny Rand volta pra casa após fugir de K’un-Lun, onde havia se tornado o Punho de Ferro, o guerreiro místico que deveria proteger a cidade mística de seus inimigos, principalmente o Tentáculo. Mas Danny descobre que seus inimigos já estão por todo mundo, inclusive dentro da empresa de sua família a Rand Enterprises. Mas vemos um herói ainda em formação, alguém que ficou afastado das maldades do mundo por anos, sendo levado de um lado pro outro por manipuladores.

Os Defensores

No início da série, encontramos o Punho de Ferro lutando novamente contra agentes do Tentáculo.Porém, a vítima nesta luta lhe manda voltar pra casa, pois Nova Iorque está em perigo. A partir daí, a história rapidamente une as quatro linhas de história, uma de cada herói, em só uma, pois ao contrário das outras séries, Os Defensores têm apenas 8 episódios, o que acelera o ritmo da narrativa.

Logo os heróis descobrem que o Tentáculo tem um plano maligno na Grande Maçã e que poem em risco toda a cidade. Do lado dos vilões temos todos os dedos da “mão”, nome em inglês para o Tentáculo, muito bem aproveitado na série, sendo dois deles recorrentes em séries anteriores, Madame Gao e Bakuto, além dos “novos” (só vendo pra entender as aspas) Alexandra,  Murakami e Sowande, além da sua arma secreta, o Céu Negro. Do lado dos heróis, a turma é maior, os quatro heróis que formam Os Defensores e seus coadjuvantes, Stick, Foggy Nelson, Karen Page, Malcolm Ducasse, Trish Walker, Jeri Hogarth, Misty Knight, Colleen Wing e Claire Temple (que apareceu em todas as séries Marvel Netflix).

Todos os amigos dos heróis em uma sala.

O conflito entre os heróis é um clichê clássico em quadrinhos e também acontece na série, o que torna super agradável para os fãs, as mortes de alguns personagens e o desaparecimento de outros são o que tornarão as próximas temporadas de cada personagem mais cativantes.

Quatro dedos da “Mão”.

No geral, achei uma boa série, que tem um ou outro elemento muito bem amarrado com as outras séries, como a falta de controle/experiência do Punho de Ferro, o fator “bem do povo” do Luke Cage, os conflitos emocionais do Demolidor e a constante tentativa de Jessica Jones de não ser uma heroína.
O final da temporada deixa com o gostinho de quero mais e com a dúvida: quem vai se meter com Os Defensores?

 

Logo Curti

Se você gostou deste post não deixe de registrar sua participação através de dicas, sugestões, críticas e/ou dúvidas. Aproveitem para assinar o Blog e o canal do Youtube, e participem do nosso grupo do Facebook para acompanhar nossas publicações e ficar por dentro das notícias do mundo gamer, concursos e promoções!

Eduardo “Sgt Rock 1967” Rocha é o idealizador do Nós Nerds! Técnico em informática e gamer inveterado e veterano.