Raiders of The Broken Planet


Raiders of The Broken Planet é um jogo de tiro em terceira pessoa focado no cooperativo online, produzido pela Mercury Steam, uma produtora independente espanhola mais conhecida pela franquia “Castlevania: Lords Of Shadows”. Apesar do game ainda estar em fase beta, o game apresenta alguns jogadores selecionáveis e todos chamam atenção por sua bizarrice. São meio máquinas, meio humanos, meio animais… É uma bela mistura, aliás.

Os personagens são bem clichê, sendo basicamente um cara grande e lento, outro fraco e rápido, outro que se movimenta bem mas carrega poucas armas, uma femme fatalle toda sexy e arrogante… Só faltou a sexy e meiga. Mas com tantos slots de personagens pra desbloquear, acredito que virá futuramente.

Todos os personagens são carregados de stats que podem ser alterados através de cartas obtidas no jogo. Há também um esquema de micro-transações no game, porém, durante o gameplay pude notar uma espécie de premiação dada aos jogadores que matam mais ou que seguem mais o objetivo do modo jogado. Talvez o game te dê a opção de comprar as cartas ou até mesmo os personagens por intermédio desses créditos.

Lembrando que o game está em fase beta, então fica difícil afirmar algo com 100% de exatidão. A jogabilidade é ótima, a cobertura funciona, os tiros têm impacto, os combates corpo-a-corpo impressionam e existem ainda aqueles personagens com jetpacks e/ou que flutuam “sabe se lá Deus” por qual motivo… Como eu disse antes, eles são bizarros.

Antes de você ser jogado ao mapa, rolam custscenes e mesmo em fase beta, elas estão já legendadas sem furos de entendimento do que se passa. Isso eu achei bem legal. Aparentemente, o jogo tem uma história por trás disso tudo e há indícios dela ser episódica. Se ela será convincente ou não, aí só jogando o produto final mesmo. Há ainda uma opção de jogar ao lado do vilão, nesse mesmo mapa, contra seus amigos. Algo parecido foi visto em Evolve, da Turtle Rock Studios.

O game aparenta estar em avançado estado de conclusão, uma vez que notei poucos bugs e apenas algumas coisas fora de ordem. Coisas que são fáceis de corrigir, como uma ou outra tradução aqui e ali ou mesmo erros de diagramação, como palavras se sobrepondo umas as outras, mas em questões técnicas, o jogo flui bem. Não notei queda de quadros ou mesmo problemas de servidor durante as partidas.

Todas as partidas que comecei, finalizaram bem, como deveria ter sido. É um game que merece estar no seu radar, uma vez que a premissa é boa. Se a história do game acompanhar a bizarrice de seus protagonistas (e por vezes antagonistas também) tem tudo pra ser divertido com os amigos. O game será lançado para Xbox One, PS4 e PCs. Infelizmente, não há data prevista de lançamento.

 

 

Logo Curti

Se você gostou deste post não deixe de registrar sua participação através de dicas, sugestões, críticas e/ou dúvidas. Aproveitem para assinar o Blog e o canal do Youtube, e participem do nosso grupo do Facebook para acompanhar nossas publicações e ficar por dentro das notícias do mundo gamer, concursos e promoções!

Marcelo “Vingador Brambz” Brambilla é Gamer de Corridas, amante de carros e velocidade não perde a oportunidade de fazer um racha com a galera. Autor do Nós Nerds e colaborador ativo no Xbox Mil Grau.