Semana do Quadrinho Nacional no Centur/PA


Em seu quarto ano de realização a Semana do quadrinho nacional, iniciada dia 30/01, irá até o dia 02 de fevereiro com programação de palestras, oficinas workshops e outras atividades realizadas por desenhistas da região, com destaque nacional e internacional. Abaixo o anúncio feito no site da Agência Pará na íntegra.

 

Semana do Quadrinho Nacional no Centur inicia nesta terça

Começa nesta terça-feira (30) e vai até o dia 02 de fevereiro, na sede da Fundação Cultural do Pará (FCP), a Semana do Quadrinho Nacional, trazendo em sua programação palestras temáticas, workshops, exposições, oficina, sessão de autógrafos e feira de troca e venda de quadrinhos. A entrada é gratuita e aberta para o público interessado. O evento é uma realização da Diretoria de Leitura e Informação, por meio da Biblioteca Arthur Vianna.

Este será o quarto ano da Semana do Quadrinho Nacional da Fundação Cultural do Pará. Segundo um dos organizadores, Andrei Miralha, que também é responsável pelo Laboratório de Animação da FCP, o evento surgiu como proposta de prolongamento da comemoração do Dia do Quadrinho Nacional, comemorado no dia 30 de janeiro, em função da data de publicação do primeiro quadrinho brasileiro, em 1969, chamado “As Aventuras de Nhô Quin” ou “Impressões de uma Viagem à Corte, de Ângelo Agostini, um italiano que firmou carreira no Brasil.

Andrei Miralha afirma que o objetivo da programação é colocar em destaque o quadrinho, produzido no Brasil, e mais especificamente, o que é produzido no Pará, assim como valorizar o quadrinho como linguagem e forma de expressão artística. “Todos os anos promovemos palestras, workshops e bate-papos com artistas de quadrinhos. Esse ano, como percebemos que existe uma boa quantidade de trabalhos acadêmicos, resolvemos convidar esses artistas pesquisadores para trazerem, como palestra, um recorte dessas pesquisas”, afirma.

Entre as palestras da programação está a da jornalista Monique Malcher com a temática voltada para a produção e representação das mulheres em HQs. Durante o debate, a amante de quadrinhos falará sobre assuntos como o trabalho de resistência de quadrinhistas que já existia na década de 70 e 80. Ela conta com a presença de todos, independentemente de gênero. “Conversaremos sobre como está sendo essa representação da categoria mulher, o que é, como o quadrinho tem esse poder político para debater essas questões e de que forma pode ser uma ferramenta de debate”, revela.

Andrei Miralha revela que a Semana do Quadrinho Nacional promovida pela FCP segue com o Concurso de Quadrinhos para artistas iniciantes pelo terceiro ano consecutivo, dessa vez com a temática sobre a chuva, além de workshops que abordarão sobre processos de produção dos quadrinhos, como roteiro, colorização, personagens e um específico para Desenho de Humor.

A programação também contará com uma exposição de quadrinhos, de obras publicadas recentemente, com destaque para a “HQ’s do Lucas”, uma série de revistas em quadrinhos produzida por um artista autista. “Contaremos com sessão de autógrafos e um espaço para troca e venda de gibis novos e antigos. A programação está bem variada e mais uma vez abre espaço para diversos autores, com estilos e visões diferentes sobre essa arte”, finaliza Andrei Miralha.

Entre as exposições estará a Turma do Açaí. Trabalho feito pelo quadrinhista Rosinaldo Pinheiro. Natural de Igarapé-Miri, o artista se inspirou em sua própria cidade para a criação do quadrinho. O resultado disso é a presença de um personagem chamado “Migué”, inspirado em seu avô. “Como sou de Igarapé-Miri, o lugar é conhecido por ser a ‘terra do açaí’. Então, a maioria dos personagens é inspirada em parentes e amigos. Alguns deles são de descendência de negros e mulatos e usam o linguajar paraense do dia a dia”, comenta.

Serviço

Semana do Quadrinho Nacional

Programação: Palestras, workshops, exposições, oficinas, sessão de autógrafos e feira livre de venda e troca de quadrinhos

Dias: de 30 de janeiro até 02 de fevereiro

Local: Biblioteca Pública Arthur Vianna (3º andar), localizada na Avenida Gentil Bittencourt, 650 (Centur), na sede da Fundação Cultural do Pará.

Entrada Franca

*Colaboração: Victor Barra
Por Andreza Gomes

 

Logo Curti

Se você gostou deste post não deixe de registrar sua participação através de dicas, sugestões, críticas e/ou dúvidas. Aproveitem para assinar o Blog e o canal do Youtube, e participem do nosso grupo do Facebook para acompanhar nossas publicações e ficar por dentro das notícias do mundo gamer, concursos e promoções!

Julião Cristo ou “Juliao El” é o mais novo colaborador do Nós Nerds! Professor, Coordenador e aventureiro nas lives nas horas vagas! Uma conquista só não pode ser alcançada se você não quiser!