Sombras da Guerra – O Retorno do Senhor Brilhante


Saudações, povos livres que acompanham nosso blog, hoje falaremos sobre o mais novo jogo da Warner Games em parceria com a Monolith, Terra-Média : Sombras da Guerra, que marca o retorno de Talion e Celebrinbor em sua luta contra o poder do Senhor do Escuro, Sauron, para livrar a Terra-Média de sua tirania.

A História

Como uma continuação direta do primeiro jogo, lançado em 2014, nesta nova aventura, dividida em 4 atos acompanhamos Talion e Celebrinbor forjando um novo anel de poder para combater Sauron. No primeiro ato, vemos Talion e Celebrimbor terem sua “ligação” quebrada, o que os leva ao primeiro encontro com Laracna – que indiretamente é a narradora da história e de certos acontecimentos, e a partir daí a aventura inicia com as possíveis visões do futuro que ela proporciona a Talion sobre uma cidade de Gondor em estado de cerco dos orcs de Sauron/Mordor.

É o desejo de Talion em defender seu povo, que contrasta com o desejo de vingança de Celebrimbor, que proporciona a interessante relação que nosso personagem tem durante o desenvolvimento da campanha. Em certas missões, fica claro que Celebrimbor aceita mais facilmente a queda de Gondor e suas cidades como uma consequência que não pode ser evitada, apenas retardada, enquanto para Talion o desejo de fazer todo o possível pelo seu povo é mais forte do que obter o necessário para destruir Sauron. Esse “conflito” fica bem visível durante o primeiro e segundo ato enquanto lutamos para buscar os palantir, objetos que permitem observar outros artefatos como esse e com isso, obter informações sobre o exercito inimigo e seus planos.

Grandes Antagonistas

Como uma boa história exige vilões à altura, Talion terá como desafio, até enfrentar o Senhor do Escuro, lutar contra o Rei Bruxo de Angmar e seus asseclas, os outros espectros que compõem os 9 reis dos homens caídos pelo poder de Sauron, bem como orcs necromantes que tentam despertar um temível Balrog, o pior de todos os males do mundo, e uma das mais empolgantes lutas do jogo e outros desafios que a todo momento testarão os limites e habilidades do jogador.

Heróis e Aliados

Talio e Celebrimbor não estão sozinhos na luta contra Sauron, gondorianos como Baranor, Ioreth representando a força dos homens de Gondor, a elfa Eltariel, tambem conhecida como a “Lâmina de Galadriel” portadora de sua luz, além de um improvável aliado orc, presente em uma situação inusitada e no mínimo divertida.

Os Orcs e o Sistema Nemesis

Como parte principal da aventura, Talion e o Senhor Brilhante lutarão contra diversos Orcs pertencentes ao exército de Sauron nas diversas regiões do jogo, estas com seu Chefe e os asseclas que compõem seu exército. Assim como na aventura anterior, você enfrentará diversos orcs com habilidades únicas que irão testar seus limites e habilidades constantemente, você pode dominar espiões e obter suas fraquezas e após o combate pode recrutá-los ao seu exército, ou se ele for resistênte demais ao seu poder lutar até a morte e derrotá-lo.

Esse é o grande, senão o maior charme do jogo, o sistema de Nêmesis. Quando você encontra um capitão e em uma batalha ele o derrota em um encontro futuro ele irá desdenhar de você da derrota anterior, em outros casos, caso ele o derrote uma segunda, terceira ou quarta vez, ele poupará sua vida como forma de humilhar você diante de seu poder! Sim, ele vai humilhar Talion e se fortalecer com isso.

Uma das situações que posso descrever como uma das mais incríveis, se não a mais terrível de todas, foi encontrar um orc em que, por não poder derrotá-lo, só me restou matá-lo, esquartejei-o e o cortei ao meio. Algumas horas passadas, encontro com ele novamente completamente remendado dizendo que iria se vingar pela mutilação e vergonha (ele usava um bralo de gancho e metade da cabeça com protese de metal). A luta foi dura e quase impossível de vencer, pois ele havia superado as fraquezas antigas mas foi ao invés de derrotá-lo tive a brilhante ideia de “humilhar” meu adversário que simplesmente ENLOUQUECEU, subiu de nível e ficou louco. Era assustador no meio de uma missão ser emboscado por ele e aquela risada diabólica e louca, quando não eu no meio de uma luta contra um capitão e de repente, ele aparecia no conflito com a mesma risada e o desejo insano de me matar. Eu terminei o jogo mas nao consegui aniquilar esse terrível inimigo que se tornou literalmente meu nêmesis, e aquela risada doentia me persegue até hoje.

Ah, se prepare para traições, mesmo dominando seus capitães esteja preparado para que, no meio de uma emboscada, seus liderados se virem contra você e o ataquem impiedosamente (também fui vítima disso) e estejam preparados para conhecer o melhor e mais divertido NPC do jogo: Bruzz, o melhor orc que foi criado, estejam mesmo preparados para muitas surpresas com esse personagem até mesmo após o final da campanha em suas incursões.

Fortalezas e Mais Fortalezas

Assim como os orcs são inevitáveis para o avanço na campanha, as fortalezas serão o seu desafio entre atos a serem superados. Cada orc que você dominar pode ser recrutado para atuar na invasão da fortaleza inimiga do jogo, ou de amigos e outros jogadores no “modo online”. Quanto maior o seu level mais forte o nível do seu exército, você só pode recrutar orcs do seu nível ou abaixo dele, e você pode comprar melhorias para as invasões como armas de cerco, trolls para derrubar portas mais rapidamente, defensores com escudos e muito mais. Mas esteja pronto para assim que ocupar a fortaleza inimiga, fortalecer seu exército e equipamentos para defender a sua das invasões presentes no ato 4, que libera do verdadeiro final do jogo, e dos amigos no modo online.

O Jogo e os Livros

Terra-Média: Sombras da Guerra é um jogo empolgante em muitos aspectos, principalmente pelo sistema nêmesis que está melhor do que nunca. Em termos de história, temos a oportunidade de novamente (re)visitar a Terra-Média e acompanhar os conflitos que ocorreram nela em uma lore, que de forma ousada e muito bem elaborada pela equipe criativa, encontra seu lugar ligando os acontecimentos do jogo com os filmes. A equipe de produção do jogo está de parabéns por trazer todos os elementos importantes vistos no filme e presente nos livros, os colecionáveis contam um pouco da história da terra-Média e trazem acontecimentos e eventos que vão desde os tempos dos Numenorianos até os que antecedem o jogo. O jogo consegue encontrar seu espaço na lore, e de certa forma homenagear todo o legado produzido.

Como fã do trabalho de Tolkien, jogar esse jogo foi um prazer sem igual, relevar o enredo e a direção que toma permite que as horas gastas na aventura sejam válidas, recomendo muito que você se permita viver essa aventura e se emocionar com o final que fecha com chave de ouro a história de Talion e o Senhor Brilhante na luta contra o Senhor do Escuro.

 

Logo Curti

Se você gostou deste post não deixe de registrar sua participação através de dicas, sugestões, críticas e/ou dúvidas. Aproveitem para assinar o Blog e o canal do Youtube, e participem do nosso grupo do Facebook para acompanhar nossas publicações e ficar por dentro das notícias do mundo gamer, concursos e promoções!

Julião Cristo ou “Juliao El” é o mais novo colaborador do Nós Nerds! Professor, Coordenador e aventureiro nas lives nas horas vagas! Uma conquista só não pode ser alcançada se você não quiser!