YoKaa-LayLee


O jogo YoKaa-LayLee pode ser sem sombra de dúvidas  é um “Sucessor Espiritual”, de Banjoo e Kazooie, principalmente pelas homenagens que o primeiro presta ao segundo em diversos aspectos de cenários e jogabilidade mas mantendo uma nova identidade de um jogo que tem algo novo e muito interessante para mostrar.

Disponível para Xbox One e PS4, Nintendo Switch e PC podemos acompanhar um pouco do que o jogo e seus personagens nos reservamos.

A sensação que tive ao jogar esse divertido lançamento da Playtronic. Ao iniciar o jogo pude ver nas animações iniciais todo o clima mágico e divertido da época em que joguei Banjoo – Kazooie no Nintendo 64: Dublagem desengonçada com sons estranhos, inimigos com um design caricato e uma personalidade marcante, cenários orgânicos e de uma beleza em detalhes sem igual com uma dupla de protagonistas com os característicos olhos grandes e uma simpatia única. Que promete agradar principalmente aos gamers mirins que estão começando no hobby. Principalmente com a trilha sonora que é muito bem composta e torna o clima da jornada bem agradável.

Nossos protagonistas são um camaleão​ com ar heróico e destemido com sua simpática parceira, um morcego fêmea e que aparenta ter alguns parafusos a menos. Juntos, ambos precisam combinar suas habilidades, de ataques de rolagem e línguas utilizadas por YoKaa e ataques sônicos e aéreos de LayLee, para recuperar as páginas perdidas do livro mágico que movimenta a ação do jogo e permite desbloquear novos mundos que também recompensarão o jogador com novas habilidades, alguém lembrou de umas certas notas musicais aí?!

O jogo inicia com um tutorial básico em que você precisa coletar páginas na área inicial do jogo e que lhe darão acesso ao laboratório do vilão do jogo e seu famigerado assistente com os trejeitos e visuais mais cartunescos possíveis. Você conhece os comandos básicos de ataque, rolagem, como recuperar vida, acessar áreas de acesso difíceis e combate. Realmente você se sente jogando um jogo clássico do N64 com o mesmo esquema de controles e câmera, esse último sendo um dos detalhes que mais me incomodou, pois em certos momentos ela não te ajuda a ter uma visão precisa de certas áreas fazendo que você dê um pulo mal calculado e voltando ao início da área e ter que refazer novamente o acesso.

Entre cenários florestais, aquáticos, em complexos de fábricas o valente Camaleão e a destemida Morcego (quase um Batman e Robin) o jogo mostra a riqueza de detalhes em que foi concebido. Desde as copas de árvores robustas e quentes de cenários abertos na natureza, até os canos despejando quantidades enormes de produtos químicos dando um ar mais pesado e frio para o cenário. Sem contar as diversas e divertidas missões envolvendo quests com os mais diversos personagens, um deles protagonista de um famoso jogo e sempre acompanhado de sua pá, além  corridas com  carros de mina passando por belos cenários aéreos com curvas sinuosas e dinossauros em ambientes belíssimos.

Ainda estou progredindo na trama mas a cada nova página descoberta, cada nova área acessada, cada novo npc que pude reencontrar durante o progresso tem mostrado que esse jogo além de ser um digno sucessor Espiritual do Banjoo e Kazooie provou ter criado uma identidade própria com a mesma magia dos antigos jogos. Não esqueço do dia em que joguei e meu sobrinho que estava comigo no quarto ria com os diálogos, com som de arroto segundo suas palavras, e a forma que ele olhava fascinado ao cenário que se desenvolvia. YoKaa-LayLee é um jogo que merece ser jogado por todos aqueles fãs de jogos de plataforma da antiga geração e os novos gamers que mesmo com a overdose de shooter deveriam dar uma chance à esse divertido jogo.

 

 

Logo Curti

Se você gostou deste post não deixe de registrar sua participação através de dicas, sugestões, críticas e/ou dúvidas. Aproveitem para assinar o Blog e o canal do Youtube, e participem do nosso grupo do Facebook para acompanhar nossas publicações e ficar por dentro das notícias do mundo gamer, concursos e promoções!

Julião Cristo ou “Juliao El” é o mais novo colaborador do Nós Nerds! Professor, Coordenador e aventureiro nas lives nas horas vagas! Uma conquista só não pode ser alcançada se você não quiser!