Correr 2


Todo menino tem seus carrinhos de brinquedo favoritos, eu tive os meus, hoje, com um esforço de memória (fracionada e seletiva) lembro de um carrinho vinho, com linhas esportivas e com cara de grandes velocidades, parece um Corvette, mas é a memória quem diz isso. Tive batmóvel, Porschers, Ferraris, Fuscas e tantos outros durante minha infância.

Depois comecei a curtir em filmes, séries e revista, mas mantive uma distância da realidade, não dirijo, talvez até consiga, mas não tenho documentação legal para isso. Foi uma decisão de muito tempo atrás e não mudo antes de outras coisas mudarem, mas não é o assunto desse texto. E sim meu gosto por carros, corridas (Os anos de F1, de Piquet e Senna, mais os de Senna. Manhãs, tardes e as madrugadas de corridas inesquecíveis.)

Então vieram os games, que geração feliz a que nasceu com grandes franquias de simuladores e árcades de corrida. Mas a minha geração teve de começar no Enduro, eu sempre fui um piloto (player) mediano, não tinha o jogo e curtia quando podia o som digital da corrida do Enduro, conheço jogadores que fizeram três dias de corrida no Enduro, e quando tentaram fazer o mesmo nas ruas quase me mataram junto (exagero), mas na época não tinha o aviso de que game é game e vida real é real e dói para caramba.

189388-test-drive-dos-screenshot-sorry-officer-but-i-can-t-read-this

Ih, sujou! Você foi multado! Test Drive

189387-test-drive-dos-screenshot-all-cars-are-pink-in-cga-car-selection

Um dos muitos (5) carros do jogo.

Quando voltei alguns anos depois a correr nas estradas virtuais, foi com Grand Prix Circuit (Ah, o Google!!!) e Test Drive, num PC, em CGA (3 cores), vídeo do GP logo aí em baixo, um dia memorável foi um amigo dizer que viu meu recorde de pista em um micro de outra pessoa. Pouco tempo depois, um jogo com edição de pista, algo do tipo simuladores de autorama, junte pedaços de pista e crie a sua, fiz uma pista de cinco retas enormes e curvas de alta, demorava uma eternidade cada volta.

Alguns anos depois do primeiro GP, um amigo me chama na casa dele para ver um “jogo de carro” de uma revista americana. Era nada menos do que NEED FOR SPEED, que tinha seu título original como Road and Track Presents: The Need for Speed. Que revolução, as cores, os cenários, as marcas de borracha no chão! Sério, fiquei fazendo piãozinho só para ver as marcas no asfalto. Era um sonho. Segui a franquia por vários anos, joguei quase todos, alguns não rodaram nas máquinas que tinha, mas para compensar baixei carros para o meu Hot Pursuit, o primeiro da série, cinco anos antes do Underground (essa é para o novinho, que uma vez me disse jogar todos os NFS, desde o início da série, desde Underground… Hehehehehehehe, era o sétimo jogo da série.)

Antes de me mudar para Belém, comecei uma coleção de miniaturas, Top Cars, 50 carros em miniatura, alguns deles tinha pilotado em alguns jogos, todos na escala 1:43, completei a coleção no Pará e não parei de comprar caros para ela durante alguns anos. Hoje ela chega aos 116 modelos.

Toyota 86

Toyota Hachi-Roku!

Voltando aos jogos a série NFS, foi uma revolução, tunagens, perseguições, pinturas e os mapas abertos. Amigos em lan-houses sempre sofriam por não haver um campeonato de NFS, uma lan até cogitou a idéia, me juntei com dois amigos para preparar uma grande surpresa, correr com um carro fora dos holofotes dos pilotos, o famoso Toyota AE86, também conhecido como Trueno, no Japão é mais conhecido como Hachi-Roku, “8 6”.

– Famoso? Nunca ouvi falar, só no Need, tinha esse carro que parece um Passat antigo com faróis escamoteáveis.

Jovens incautos sempre falam isso, mas os fãs de animes conhecem o personagem principal da série Initial-D, o próprio carro, que corre em montanhas, superando grandes nomes da indústria automotiva mundial. O Anime deu origem a um jogo para PS e um filme em live action de 2005.

Ainda não joguei o reboot da série NFS, mas tenho jogado… Isso fica para o próximo post, onde escrevo sobre meus últimos feitos em corridas virtuais.

Eduardo “Sgt Rock 1967” Rocha é o idealizador do Nós Nerds! Técnico em informática e gamer inveterado e veterano.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 pensamentos em “Correr