21 de julho de 2024
Escute este Post
EscritosGames e Tech

Deep Rock Galactic: Entrevista Com os Desenvolvedores

Fala, Nerds! Hoje batemos um papo com o estúdio Ghost Ship Games, desenvolvedores do shooter cooperativo em meio a exploração espacial com anões: Deep Rock Galactic. O jogo já estava disponível em acesso antecipado e hoje, 13 de maio, lança oficialmente para Xbox One e PC via Steam. Veja aqui nossas primeiras impressões.

Nós Nerds: De onde veio a inspiração do game? Por quê anões?

Ghost Ship Games: A idéia do game era sobre explorar cavernas e atirar em monstros em um jogo cooperativo. De certo modo, é uma combinação de Left 4 Dead e Minecraft. Para o cenário, a inspiração veio de filmes como Aliens, Starship Troopers, The Abyss e Descent. Mas antes de tudo, queríamos criar o melhor jogo cooperativo imaginável. Então, conversamos sobre quem você deveria jogar e o que estaria fazendo. E é aí que os anões entram, pois não há nada mais natural do que um anão buscando ouro. Os anões também são um bando de irmãos, durões e fortes, mas com um grande coração e um amor por cervejas e barbas. Esses elementos sociais se encaixavam perfeitamente com o objetivo da cooperação e foi assim que tudo começou.

NN: O espaço foi uma inspiração inicial ou uma solução de produção?

GSG: Os primeiros protótipos foram mais fantasia clássica. Mas sentimos que faltava algo para torná-lo mais único e surgiu a ideia de ambientar no espaço. Isso abriu uma fantástica tecnologia de ficção científica e pudemos ver manchetes como “Anões Com Armas”, disse Nuff. Também abriu a ideia de trabalhar para uma mega corporação sem rosto, além de alguns equipamentos de mineração legais e desajeitados. Inicialmente, o plano era fazer com que os mineiros voassem em uma nave espacial visitando diferentes planetas, mas o escopo de produzi-lo (e projetá-lo) era assustador. Olhando para o nosso próprio planeta, a Terra, percebemos que um único planeta pode ter uma enorme variação de ambientes e biomas, por isso decidimos nos ater a um planeta alienígena feio e hostil. Isso realçou ainda mais o tema de trabalhar para a corporação-sem-rosto e a base espacial nasceu como uma “plataforma de petróleo no espaço”, mas o mais próximo de um lar.

NN: Existe uma ligação com lendas nórdicas, onde os anões eram os mineiros de Odin?

GSG: Não diretamente, não. Estamos seguindo o “tropo” ou a metáfora moderna e geral de como é um anão na fantasia, você pode ler aqui. E nesse artigo, ele agora se refere à versão dos anões de Deep Rock Galactic. Esses tropos são derivados principalmente da cultura pop moderna, livros de fantasia e jogos. Obviamente, muitos deles são baseados na versão de Tolkien e esse também é o nosso principal ponto de referência e também o motivo pelo qual escrevemos “dwarves” (plural de anões segundo Tolkien) e não “dwarfs” (plural de anões menos usado). Mas Tolkien não inventou a raça dos anões. Sua versão é derivada de anões em histórias do folclore e da mitologia, e muito disso é provavelmente inspirado nas lendas nórdicas. Então, em última análise, existe uma conexão, sim, mas não é muito direta.

NN: Como foi o processo de produção?

GSG: Deep Rock Galactic está em produção há 4 anos, 2 deles como um jogo em Early Access (Acesso Antecipado). Desde o início, decidimos fazer desta uma produção muito interativa e ágil. Somos uma equipe pequena, começamos com 6 desenvolvedores, depois 12 e agora somos 21, mas temos um núcleo de desenvolvedores muito experientes, complementado por alguns dos desenvolvedores mais jovens e incrivelmente talentosos. A produção é muito rápida, com muita responsabilidade individual e um forte foco na próxima atualização e prazos. Esse processo possibilitou que reagíssemos rapidamente aos feedbacks da comunidade e não fôssemos atolados em planos complexos ou soluções avançadas. É um pouco caótico quando você está no meio disso, mas funcionou muito bem para nós. E como definimos nossos próprios prazos e sempre procuramos delimitar nossas promessas dentro do que podemos e entregar dentro dessa delimitação, evitamos a temida crise de produção que muitas vezes prejudica o desenvolvimento do jogo. Quando pressionado pelo tempo, simplesmente cortamos as coisas ou mudamos o prazo.

NN: O game é bem desafiador, as fases em single player são entrelaçadas com mineração e combate, ficam mais fáceis em co-op?

GSG: O jogo foi concebido primeiramente como um primeiro jogo cooperativo, portanto, todas as decisões que tomamos têm em mente a cooperação. Dito isto, também chamamos o jogo de solo, no sentido de que ele pode ser jogado e apreciado no modo solo. Mas algumas das missões mais longas em uma dificuldade mais difícil podem ser MUITO difíceis no modo solo. A comunidade é muito amigável e incentivarei todos os jogadores solo a pelo menos tentar algumas partidas cooperativos com pessoas aleatórias.

NN: Quais os desafios para produzir um game durante a quarentena?

GSG: No início, precisávamos mudar nossas rotinas diárias para trabalhar em casa e fazer mais a comunicação online. Mas isso levou apenas uma semana ou mais e logo estávamos correndo a toda velocidade novamente. Tivemos um pouco de sorte que nossa produção e objetivos já estavam definidos quando o lockdown começou, então todos sabiam o que fazer. Ficou um pouco mais complicado quando tivemos que planejar todo o lançamento do jogo, mas lançar um jogo é algo complicado de qualquer maneira. E lançar um jogo enquanto todo mundo recebe ordens para ficar em casa pode não ser uma má ideia, pensamos 🙂

NN: Querem dar algum recado para os Fãs?

GSG: Do fundo do coração, obrigado por jogarem Deep Rock Galactic. E obrigado por nos apoiar com busca de bugs, traduções, arte de fãs, playthroughs, memes, wikis, trailers e feedback. Mas, acima de tudo, obrigado por criar uma comunidade tão amorosa e atenciosa onde os recém-chegados se sintam bem-vindos! Rock and Stone!

Informe Publicitário
Adquira já

 

 

Se você gostou deste post não deixe de registrar sua participação através de dicas, sugestões, críticas e/ou dúvidas. Aproveitem para assinar o Blog e o canal do Youtube, e participem do nosso grupo do Facebook para acompanhar nossas publicações e ficar por dentro das notícias do mundo gamer, concursos e promoções!

Rafhaela Marques

Rafhaela 'RasA1gethi' Marques é só mais uma garota comum viciada em café e games.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.