18 de maio de 2024
Escute este Post
Notícias

Educacional Apoia o Projeto Letramento Digital

A iniciativa, conduzida pela FACTI, visa capacitar professores e entusiastas das tecnologias digitais para se tornarem multiplicadores de conhecimento em suas comunidades locais

A digitalização avança constantemente, demandando que os jovens adquiram habilidades essenciais para se destacarem em ambientes tecnológicos em constante evolução. O Projeto Letramento Digital, conduzido pela Facti com o apoio do Educacional, busca capacitar agentes multiplicadores para auxiliar estudantes em ambientes tecnológicos em mudança contínua. Integrado ao programa MCTI Futuro do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, o projeto é financiado pelo PPI coordenado pela Softex, através da Lei de Informática.Educacional. Imagem ilustrativa

Sem custo para os participantes, o Letramento Digital capacita agentes multiplicadores (estudantes, professores e profissionais de diversas áreas) das cidades participantes, independentemente de seu conhecimento prévio sobre Letramento Digital. Posteriormente, esses multiplicadores conduzem atividades de educação digital para alunos do 4º e 5º ano do Ensino Fundamental.

O Projeto já teve êxito em Pato Branco e Londrina, no Paraná. O Educacional fornece o Programa de Educação 4.0 Inventura, composto por livro multidisciplinar, placa programável e ambiente de programação, para uma aprendizagem dinâmica e lúdica, incentivando a criatividade, inovação e pensamento crítico através da metodologia maker e prototipagem.

A parceria estratégica entre Educacional e Facti visa transformar o cenário educacional das cidades participantes, oferecendo aos jovens acesso aos benefícios da tecnologia na era digital.

Regina Silva, diretora pedagógica da Educacional, afirma: “O projeto visa transformar comunidades e inspirar os jovens a ingressarem na ciência e tecnologia”.

Os multiplicadores compartilham o conhecimento adquirido, promovendo atividades com alunos das escolas participantes, e os docentes das redes municipais também têm a oportunidade de se aprimorarem na educação tecnológica.

José Augusto de Lima Prestes, Coordenador-Geral do Projeto Letramento Digital, destaca a inovação do projeto, que vai além do ensino técnico, impactando aspectos socioemocionais dos estudantes.

A participação dos multiplicadores possibilita levar o conhecimento até áreas rurais e distantes dos grandes centros, proporcionando uma educação inovadora a todos os estudantes.

José Scodiero, da Fundação Micro:bit na América Latina, ressalta a revolução que o Micro:Bit traz para esse contexto digital, oferecendo uma ferramenta versátil para exploração, criação e inovação no mundo digital, ampliando as possibilidades de aprendizado e desenvolvimento de habilidades.

Informe Publicitário

Gostou? Deixe um comentário e compartilhe com amigos. Clique no Sininho vermelho e receba as novidades. Siga nosso canal do Youtube, e participem do nosso grupo do Facebook!

Sgt Rock 1967

Eduardo "Sgt Rock 1967" Rocha é o idealizador do Nós Nerds! Técnico em informática e gamer inveterado e veterano.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.