20 de maio de 2024
Escute este Post
Notícias

PGB 2024 Retrata os Games na Vida dos Brasileiros

Na 11ª edição da Pesquisa Game Brasil (PGB), foi constatado que 73,9% dos brasileiros afirmam participar de jogos digitais

A Pesquisa Game Brasil (PGB) lançou sua mais recente edição: PGB 2024, abordando o comportamento dos jogadores de jogos digitais e introduzindo um novo capítulo sobre os níveis de experiência proporcionados pelos games. Este estudo anual se destaca como um dos mais abrangentes do mercado, consolidando sua importância. Em 2024, a pesquisa revela que 85,4% dos brasileiros consideram os jogos eletrônicos como uma das principais fontes de entretenimento.PGB 2024. Imagem ilustrativa

A coleta de dados para a PGB 2024 entrevistou 13.360 pessoas em todo o Brasil, abrangendo 26 estados e o Distrito Federal, durante dezembro de 2023 e janeiro deste ano. O estudo é fruto da colaboração entre o SX Group, Go Gamers, Blend New Research e ESPM. Segundo os resultados, 73,9% da população brasileira afirma se envolver em jogos digitais, representando um aumento de 3,8 pontos percentuais em relação a 2023.

Guilherme Camargo, sócio do SX Group e professor na pós-graduação da ESPM, destaca:

Os jogos têm um papel cada vez mais importante na vida diária dos brasileiros, consolidando-se como plataforma de diversão, motivação, socialização e identidade”.

Título: A Diversidade no Mundo Gamer

Nos últimos anos, as mulheres têm se destacado no consumo de jogos eletrônicos, especialmente devido à sua presença significativa em smartphones. Embora os homens tenham representado a maioria no ano anterior (53,8%), em 2024 os números se igualaram tecnicamente, com 50,9% do público sendo feminino e 49,1% masculino.

“O perfil dos jogadores está cada vez mais alinhado com o censo demográfico e socioeconômico do Brasil. A liderança feminina no consumo, a representatividade de pretos e pardos no mercado de jogos digitais e o aumento da participação de classes sociais com menor poder aquisitivo, utilizando smartphones como plataforma, são evidentes”, afirma Camargo.

Em relação à faixa etária, os dados indicam um envelhecimento do público gamer, com as faixas de 30 a 34 anos (16,2%) e de 35 a 39 anos (16,9%) sendo as mais representadas. As faixas mais jovens, como 20 a 24 anos (14,6%) e 25 a 29 anos (14,6%), apresentaram uma diminuição em relação à pesquisa de 2023.PGB 2024. Imagem ilustrativa

Quanto à etnia, a maioria dos gamers brasileiros é de origem negra (52,3%), representando a soma de pretos (11,2%) e pardos (41,2%), enquanto os brancos representam 44,6% do total.

Na questão socioeconômica, a maioria dos gamers brasileiros ainda pertence à classe média (B2, C1 e C2), totalizando 64,8%. As classes média-alta (B1), alta (A) e base da pirâmide (D e E) representam 11,6%, 15,8% e 7,8%, respectivamente.

Smartphones Continuam como Plataforma Favorita

A facilidade de acesso, a variedade de jogos e a mobilidade continuam tornando os smartphones a plataforma preferida dos jogadores brasileiros, representando 48,8% do total, seguidos pelos computadores (22,6%) e consoles (21,7%). Houve uma queda de 2,9 pontos percentuais em comparação com o ano anterior (51,7%), mas a diferença para outras plataformas ainda é significativa.

Os computadores recuperaram o segundo lugar na preferência, passando de 19,4% para 22,6%, equilibrando-se bem com os consoles, que têm apenas 0,9 pontos percentuais de diferença.PGB 2024. Imagem ilustrativa

As diferenças no comportamento dos jogadores também são evidentes. Os jogadores de consoles tendem a valorizar a interação social e a nostalgia, enquanto os de computador buscam uma experiência mais imersiva e exploram uma variedade de jogos. Já os jogadores de dispositivos móveis preferem jogos casuais e valorizam a conveniência.

Experiências nos Jogos Digitais

O envolvimento dos jogadores influencia uma série de fatores, desde motivações pessoais até necessidades e contextos de vida. A participação social, construção de identidade e diversão são partes integrantes do estilo de vida dos jogadores brasileiros. Atualmente, 70,8% dos jogadores exibem com orgulho o nome de seus times, clãs ou guildas, fortalecendo sua identidade e envolvimento.

Os jogos online também têm um grande impacto, com 82,4% dos jogadores fazendo amizades durante as partidas e 71% sentindo-se mais motivados quando competem contra outras pessoas.

Os jogos estão se tornando cada vez mais presentes no dia a dia do brasileiro, o que reflete o grande impacto que têm na vida dos jogadores. As pessoas fazem amizades e constroem uma identidade da qual se orgulham”, diz Mauro Berimbau, consultor da Go Gamers e professor da ESPM.

Além disso, 70,6% dos jogadores se sentem mais bem-humorados quando jogam online e 76,8% consideram os jogos como uma maneira de relaxar, sentir-se melhor e aprender novas habilidades.PGB 2024. Imagem ilustrativa

A Relação Entre Pais e Filhos com Jogos Digitais

A pesquisa revela os hábitos de jogo de crianças e adolescentes menores de 15 anos, refletindo uma crescente tendência de envolvimento com os games nessa faixa etária. Com 82,8% desses jovens jogando, a popularidade dos jogos entre os mais novos é evidente.

Os smartphones se destacam como a plataforma principal, com 45,3% das crianças, enquanto 44,1% jogam todos os dias. A maioria das crianças (43%) joga entre 1 e 3 horas por sessão.

Os pais estão envolvidos nos jogos de seus filhos, com 73,4% jogando junto. Isso reflete uma interação positiva em torno dos games. No entanto, 53,5% têm preocupações sobre o tempo de tela ou o conteúdo dos jogos”, afirma Berimbau.

A pesquisa completa da PGB 2024 já está disponível para acesso.

Informe Publicitário

Gostou? Deixe um comentário e compartilhe com amigos. Clique no Sininho vermelho e receba as novidades. Siga nosso canal do Youtube, e participem do nosso grupo do Facebook!

Sgt Rock 1967

Eduardo "Sgt Rock 1967" Rocha é o idealizador do Nós Nerds! Técnico em informática e gamer inveterado e veterano.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.