24 de julho de 2024
Escute este Post
EscritosGames e Tech

Star Wars: Squadrons Pilote Como Jedi ou Sith

Eu sei que os personagens do jogo da EA, Motive e Lucasfilm não são Jedis e nem Siths, mas essa é uma maneira rápida de diferenciar de que lado você luta em qualquer história da saga criada por George Lucas e não é diferente em Star Wars: Squadrons. O recentemente lançado game de combate de naves lhe dá a oportunidade de pilotar as mais icônicas naves do saga estelar.

Vamos ver quais foram minha primeiras impressões neste jogo que foi tão aguardado pelos fãs, pois desde Star Wars Battlefront II de 2005, eu e alguns conhecidos com quem eu conversava sentíamos falta de um bom combate de naves em um game de Star Wars.

A História

O jogo começa logo após a Estrela da morte destruir o planeta Alderaan (Star Wars: Episódio IV – Uma Nova Esperança), você que está comandando um esquadrão de Tie Fighters, no papel do comandante Lindon Javes, buscando os rebeldes que escaparam da destruição do planeta mas, durante esta missão o comandante deserta e foge com os rebeldes. O game tem um salto de tempo e vamos para depois da destruição da segunda Estrela da Morte (Star Wars VI – O Retorno do Jedi).

A partir daí a história se desenvolve no confronto de Lindon Javes que passa a comandar o esquadrão Vanguard e Terisa Kerrill, líder do esquadrão Titan, remanescente do Império. Ela era pupila de Lindon, porém não abandonou o Império com ele.

A Mecânica do Jogo

Aqui tem uma coisa que me desagradou. o jogo poderia ter feito um avatar para andar pelo cenário, mesmo que ele fosse confinado a pequenos espaços, porém os produtores decidiram usar um sistema de clique e move, o que me deixou com a impressão de estar jogando um point-click. O que, na altura da evolução dos jogos, me pareceu um pouco de preguiça.

Achei os controles das naves bem completos. Porém, por serem mais complexos, podem criar uma certa distração para um jogador casual, e a câmera fixa dentro da nave me deixa um tanto descontente, eu prefiro pilotar em games, enquanto me acostumo com o tamanho da nave ou até carros jogar coma visão do lado de fora. Mas é um gosto pessoal e não atrapalha no gameplay.

Conclusão

Como falei anteriormente, eu esperava um combate espacial desde Star Wars Battlefront II de 2005, e ainda tenho muito o que jogar para me dizer um piloto Jedi ou Sith. Mas o jogo nos dá um alento, se pensarmos que a Saga de Star Wars chegou ao fim.

Star Wars: Squadrons tem muito para oferecer, pois o imenso universo de Star Wars pode levar o jogador a outras histórias e combates espaciais. Para quem gosta de um jogo de naves espaciais é uma boa pedida, com horas de diversão no single e multiplayer.

Informe Publicitário

Se você gostou deste post não deixe de registrar sua participação através de dicas, sugestões, críticas e/ou dúvidas. Aproveitem para assinar o Blog e o canal do Youtube, e participem do nosso grupo do Facebook para acompanhar nossas publicações e ficar por dentro das notícias do mundo gamer, concursos e promoções!

Sgt Rock 1967

Eduardo "Sgt Rock 1967" Rocha é o idealizador do Nós Nerds! Técnico em informática e gamer inveterado e veterano.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.