20 de maio de 2024
Escute este Post
EscritosGames e Tech

Street Fighter 6 – Lutas Estão pelas Ruas do Mundo

Comecei a jogar Street Fighter 6 depois de passar por um pequeno percalço para fazer o cadastro da Capcom ID. Mas garanto para quem está lendo, valeu cada minuto. O jogo está muito bom e o que mais me agrada: super divertido.

Assim que você entra no jogo, é apresentado ao hub, onde tudo acontece, desde a parte online até encontrar pessoas, participar de festas, eventos e jogar, além de conversar com outras pessoas. É tudo o que você gostaria de ter em um grupo multiplayer de jogadores de Street Fighter 6.

Mas é claro que eu fui logo para o Fighting Ground para aprender a lutar com os Comandos Modernos, uma das opções de comandos disponíveis no jogo, como o Comando Clássico e o Comando Dinâmico, mais facilitado. No tutorial, pude perceber as facilidades de aprender minhas lições com o professor Riu.

Após o tutorial, escolhi o Luke para fazer minha primeira sequência de lutas, com 5 combates. Poderia escolher 12, mas demora muito… Dentro do meu nível de habilidade, ganhei as lutas e, no final, vi uma pequena história ser contada sobre o Luke. Logo após a história, várias imagens artísticas da série Street Fighter foram liberadas.

Street Fighter 6. Imagem ilustrativa
Sua primeira visão do Hub, logo no início do jogo.

Depois passei pelo hub e descobri que com o comando Moderno, consigo até ganhar um round aqui e outro ali. Mas é bem divertido, pois você pode jogar com os personagens do jogo ou entrar na luta com seu avatar. Meu avatar é uma mistura de Android (olhos) com uma montanha de músculos. Mas posso afirmar que ele não ficou tão estranho como algumas aberrações que vi no hub.

No hub, ao completar missões, você ganha moedas do jogo para comprar itens para o seu avatar, tudo com o intuito de torná-lo sua expressão pessoal no jogo. Não é à toa que é um avatar.

Street Fighter 6. Imagem ilustrativa
Meu avatar, treinando com a Alice, no início do passeio no World Tour

Depois, um tanto cansado de apanhar (nem foi assim tão humilhante), fui experimentar o World Tour, uma aventura em mundo aberto de Street Fighter em Single Player. O mais legal é que seu avatar interage com pessoas normais e com bandidos no mapa, além de cruzar o caminho com grandes personagens da franquia.

É bem interessante andar pela rua e desafiar os transeuntes para uma luta, além de encontrar os mestres e aprender algumas lições de cada estilo de luta. Isso sem contar que as missões são bem interessantes e que os desafios ao redor do mundo te levam a conhecer grandes personagens da série.

Street Fighter 6. Imagem ilustrativa
Trocaram o carro por um caminhão.

Todas as novidades de Street Fighter 6 são o que se espera de um jogo que já tem seu lugar no mundo dos jogos de luta e não tem medo de apresentar novas possibilidades para seus fãs.

Agradeço à Capcom pela oportunidade de jogar não só um jogo de luta, mas uma experiência de integração de dois tipos de jogos, sem perder a identidade da franquia.

Street Fighter 6. Imagem ilustrativa
No final do Fighting Ground do Honda você vê está história.

É um jogo não só para fãs de luta, mas também para fãs de um bom jogo.

Informe Publicitário

Gostou? Deixe um comentário e compartilhe com amigos. Clique no Sininho vermelho e receba as novidades. Siga nosso canal do Youtube, e participem do nosso grupo do Facebook!

Sgt Rock 1967

Eduardo "Sgt Rock 1967" Rocha é o idealizador do Nós Nerds! Técnico em informática e gamer inveterado e veterano.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.