30 de maio de 2024
Escute este Post
EscritosPapo de Bar

Papo de Bar: Super Mario

A Nintendo está aí nas nossas vidas há muito tempo. Foi graças a ela que o mercado de consoles caseiros ressurgiu após o crash da indústria em 1983. Muito do seu sucesso aconteceu graças a uma figura bigoduda que, até mesmo quem não é jogador conhece, o Super Mario.

Ele nasceu como encanador, mas arrumar canos é o que ele menos faz na vida. Volta e meia ele precisa partir em uma jornada para salvar uma princesa, bater uma bolinha com os amigos ou somente relaxar com seus conhecidos e inimigos em joguinhos de festa.

Fenômeno. Essa palavra define o Mario para a indústria dos jogos. Atualmente, ele possui três jogos no top 10 de vendas da história de games no mundo. Mas sendo bem sincero, nada disso importa.

O que conta para mim foram todas as horas que passei ao seu lado, tentando chegar ao final da fase. Buscando colecionáveis escondidos, nos cantos mais obscuros. Ou subindo níveis em batalhas em turnos. São tantos jogos diferentes e tantas horas que eu poderia passar dias contando as minhas aventuras.

Mas o que mais me chama atenção no Mário é a capacidade com que seus jogos conseguem variados e entreter desde os jogadores casuais até os mais hardcores. Até hoje, existem pessoas que procuram terminar os primeiros jogos do bigodudo o mais rápido possível.

Super Mario tem uma incrível capacidade de mudar. Os seus jogos são quase todos diferentes mesmo dentro do mesmo gênero. Inovação é o que move as pessoas que desenvolvem os games. Tanto que, em 2017, Super Mario Odyssey foi considerados um dos melhores jogos lançados.

Em 2018 saiu Mario Tennis Ace, em breve teremos uma análise do game. Mas é impressionante como conseguiram pegar um esporte “mundano” e transformar em algo completamente novo e inédito, mesmo já tendo diversos jogos similares, inclusive do próprio Mario.

Mario é um personagem atemporal. Todas as plataformas procuram um mascote para chamar de seu, e a Nintendo o tem graças a maior mente já vista no mundo dos games, Shigeru Miyamoto. Esse cidadão criou, além do Mario, a franquia Zelda, Pikmin e muitas outras. Em breve, falaremos dele aqui no Nós Nerds.

São tantas histórias, aventuras, jogos, que fica difícil comentar todos eles aqui, mas espero que pelo menos um pouco da minha paixão pelo bigodudo da Nintendo tenha transparecido. Eu nada sei sobre o futuro, mas tenho certeza que os filhos dos meus filhos irão apreciar as jóias que são os games do encanador que faz de tudo, menos arrumar canos.

Um forte abraço!

Adquira já

        

 

Se você gostou deste post não deixe de registrar sua participação através de dicas, sugestões, críticas e/ou dúvidas. Aproveitem para assinar o Blog e o canal do Youtube, e participem do nosso grupo do Facebook para acompanhar nossas publicações e ficar por dentro das notícias do mundo gamer, concursos e promoções!

Ailton Bueno

Um treinador de Pokémon aposentado que abandonou a carreira para escrever sobre joguinhos. Nos tempos livres, eu me enveredo pelos mais longos JRPGs que encontro e perco várias horas treinando explorando os mundos.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.