29 de maio de 2024
Escute este Post
EscritosGames e Tech

Pathfinder: Kingmaker Definitive Edition – Breve Olhar

Jogos de RPG existem já há muitas décadas, como Pathfinder: Kingmaker da Owlcat Games. Desde os primórdios, da época onde os jogadores ainda jogavam com livros e papéis, sempre houve a vontade de se levar esse mundo para as telas do vídeo games e dos computadores. No princípio, jogos como Ultima e Wizardry deram o pontapé inicial para esse novo gênero. E, mais atualmente, jogos como Neverwinter Nights e Baldur’s Gate cumprem esse papel.

No ano de 2017, o estúdio russo Owlcat Games começou uma campanha de financiamento no Kickstarter, tendo grande sucesso na empreitada. O jogo então foi lançado para o PC no ano seguinte, em 2018, e agora, após dois anos, finalmente chegará para os consoles.

Pathfinder: Kingmaker Definitive Edition usa como base os seis livros de aventura de Pathfinder, que foram publicados em 2010, e leva os jogadores às terras de Stolen Lands. Durante a jornada, o personagem principal pode ser totalmente customizado. Há um total de 9 raças diferentes, 16 classes e 3 arquétipos diferentes. Além disso, há tipos pré-montados para serem utilizados.

Uma das coisas mais divertidas do jogo é como as escolhas afetam diretamente o andar da história, tal qual como em uma mesa de RPG. O jogador pode escolher ser um total babaca ou então ser alguém digno. E acredite, cada uma delas tem um efeito futuro. Há também uma série de segredos a ser desvendados, tais como portas, passagens e muito mais coisas. Durante a minha jornada inicial, eu consegui encontrar pelo menos duas portas abertas mediante a enigmas, e dentro delas haviam muitos tesouros.

O jogo possui gráficos muito bons para o estilo, e é possível o sangue e pedaços de corpos sendo arremessados dos personagens na tela. E também podemos movimentar a câmera livremente e ver o que tem escondido nas salas que estão iluminadas. Um ponto que eu particularmente eu não gostei foi a trilha sonora. Ela parece ser curta e acaba do nada. Então no meio da batalha ficamos alguns segundos em um silêncio total.

O Combate

Sobre o combate, ele possui dois modos, um chamado de tempo real com pausas, ou em turnos, sempre em visão isométrica. Particularmente eu gostei mais dos turnos, já que eu podia organizar melhor a minha equipe. As ações são decididas por rolagem de dados, desde a iniciativa até os ataques e danos causados. Então em alguns momentos podemos errar golpes que consideramos fáceis de acertar, mas em outros acertamos aquelas tentativas em que tentamos não desperdiçar um turno. Ao término da luta, podemos saquear o corpo dos adversários e pegar itens como espadas, adagas, poções e outros.

Como ponto negativo, posso citar o fato de não haver opção da língua portuguesa, então isso acaba restringindo o acesso para aqueles que já dominam o inglês. O game possui uma grande quantidade de textos e tutoriais. Além disso, algum conhecimento das regras do Dungeons & Dragons e suas vertentes pode facilitar um pouco o acesso.

No geral, Pathfinder: Kingmaker Definitive Edition é um jogo longo, com uma campanha estimada entre 80 e 140 e também outras seis DLCs, The Wildcards, “Varnhold’s Lot”, Beneath The Stolen Lands entre outras, que já estão incluídas no game. Ele com certeza irá agradar aos fãs do gênero, mas seria muito mais acessível caso estivesse em português. De todo jeito, dê uma chance à essa aventura e se esbalde nas Stolen Lands.

Informe Publicitário

Se você gostou deste post não deixe de registrar sua participação através de dicas, sugestões, críticas e/ou dúvidas. Aproveitem para assinar o Blog e o canal do Youtube, e participem do nosso grupo do Facebook para acompanhar nossas publicações e ficar por dentro das notícias do mundo gamer, concursos e promoções!

Ailton Bueno

Um treinador de Pokémon aposentado que abandonou a carreira para escrever sobre joguinhos. Nos tempos livres, eu me enveredo pelos mais longos JRPGs que encontro e perco várias horas treinando explorando os mundos.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.